CBF ajudará times da Série A, montante chegará a 100 Milhões de Reais

CBF anuncia mais uma medida para ajudar os clubes em meio à pandemia.

Publicado por: em 8 de junho de 2020 - 23:43

Ver Perfil

Série B

Clubes Brasileiros. Série A

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou, nesta segunda-feira (08), a disponibilização de um fundo de até R$ 100 milhões para ajudar clubes da Série A do Campeonato Brasileiro em meio à crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Trata-se de uma linha de crédito, com valores disponibilizados sem juros cuja garantia será os contratos de direitos de transmissão de TV e premiações por desempenho nas competições. Os valores, explica a entidade em nota oficial, “sairão integralmente do caixa da CBF, de forma imediata”.

Quanto cada time poderá pegar emprestado?

A nota, contudo, deixa no ar a dúvida sobre quanto cada instituição poderá pegar emprestado: cada uma terá o teto de até R$ 100 milhões ou este valor na realidade será dividido entre os 20 clubes que compõem a elite do nosso futebol?

Colocando em termos mais simplificados, a linha de crédito é de cerca de R$ 5 milhões por equipe. Isso porque existem clubes que não conseguirão chegar, por faltas de garantias, ao valor de R$ 5 milhões enquanto outros poderão conseguir um pouco mais – exatamente por causa das garantias que têm a mostrar à entidade.

Confira, abaixo, a íntegra do comunicado emitido pela CBF sobre os valores disponibilizados aos times da Série A.

A CBF vai disponibilizar aos Clubes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro uma linha de crédito total de até R$ 100 milhões de reais, a juro zero. Os recursos serão concedidos tendo como garantia os valores a receber pelos clubes referentes ao contratos de direitos de transmissão das competições que disputam e prêmios por desempenho nesses campeonatos. Os valores sairão integralmente do caixa da CBF, de forma imediata.

O adiantamento é uma forma de compensar parte da perda de arrecadação que os clubes tiveram com a redução dos valores pagos por direitos de transmissão no trimestre que vai de abril a junho, além de outras fontes de receita, como bilheteria, programa de sócio de torcedor e patrocínios.

“A CBF sabe que os clubes são a base de toda a indústria do futebol e que eles têm sofrido grandes impactos com a paralisação das competições provocada pela epidemia de Covid-19”, diz o presidente da entidade, Rogério Caboclo. “Por isso, temos procurado todas as formas de apoiar os clubes nesse momento difícil”, completa. “Não basta que voltem as competições. Precisamos de clubes capazes de retornar a elas de forma competente”, conclui Caboclo.

 E a Série B?

Orejuela Cruzeiro 17 01 2020
                                                                     Orejuela Cruzeiro, Foto: Getty Images.

No mesmo comunicado, a CBF relata um adiantamento de R$ 15 milhões referentes sobre o contrato de direitos de transmissão com o Grupo Globo. A entidade lembra que já havia disponibilizado anteriormente um outro pagamento de R$ 11,4 milhões. “Assim, os valores antecipados aos participantes da competição signatários do contrato já chegam a R$ 26,4 milhões de reais”, completa a nota.

Da redação do Portal de Esportes com informações do Yahoo Esportes