Prefeitura do Rio diz que treinamento agora só para reabilitação, nada de coletivos.

Na nota que divulgou à imprensa, prefeito diz que tem que se levar em consideração os protocolos de segurança.

Publicado por: em 24 de maio de 2020 - 23:51

Ver Perfil

Em Breve

Crivela fala sobre volta do Futebol

Crivella barra treino coletivo. Imagem: Saulo Ângelo.

A Prefeitura do Rio de Janeiro detalhou na noite deste domingo como foi o encontro de Marcelo Crivella com representantes dos clubes que disputam o Campeonato Estadual no Riocentro. Em nota à imprensa, foi destacado que o objetivo da reunião (que não contou com as presenças de dirigentes de Fluminense e Botafogo) aconteceu para “debater como voltar aos treinos com um protocolo de segurança, que inclui, em um primeiro momento, uma ajuda da FERJ e dos clubes à Prefeitura para o combate ao novo coronavírus”. Também não se projetou uma retomada do Campeonato Estadual:

“O entendimento foi pela adoção de um protocolo de segurança para que, nesta fase inicial, os clubes permaneçam apenas com fisioterapia, reabilitação muscular dos atletas, fisioterapia com bola, desde que levando sempre em consideração o protocolo de segurança contra a expansão do contágio da doença”, disse.

Os rachões e treinos coletivos estão proibidos de acontecer até junho, de acordo com a Prefeitura. O prefeito Marcelo Crivella exaltou o debate realizado com a Ferj e os clubes.

– Estou muito satisfeito com nosso diálogo e vou submeter todas as questões tratadas ao nosso comitê científico, sempre pensando em primeiro lugar em salvar vidas – disse.

Ferj exalta apoio ao ‘Jogo Seguro’ e vê volta possível ‘em meados de junho’

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) também divulgou nota sobre o encontro com representantes dos clubes e o prefeito Marcelo Crivella. A entidade exaltou que “o prefeito revelou que o Comitê Científico classificou como irrepreensível o Protocolo Jogo Seguro de retorno aos treinamentos, produzido pela FERJ e os médicos”.

Além disto, a nota fala na busca do zelo dos clubes para que os jogadores não sejam infectados com o novo coronavírus.

“Houve entendimento de que, sob a orientação e acompanhamento dos clubes, os jogadores estão mais bem cuidados e em maior segurança”.

A entidade sinalizou que o retorno do futebol possa acontecer em junho. E, para isto, pediu que haja uma volta gradativa à rotina dos atletas.

“Com previsão de volta do futebol possivelmente para meado de junho, mas sem público, os clubes devem progredir, passo a passo, com fase de avaliação clínica, testes físicos, exercícios de reabilitação dos efeitos da inatividade muscular e atividades de recuperação da capacidade laborativa”, afirmou.

Da redação do Portal de Esportes com informações do Yahoo Esportes.