Quem será o mais novo xodó do dono do PSG? Muitos imaginam ser o CR7

O dono do PSG, Nasser Al Khelaifi, não esconde a admiração pelo atacante.

Publicado por: em 18 de maio de 2020 - 23:57

Ver Perfil

Na mira

CR7 sempre esteve na mira do dono do PSG. foto: Getty Images.

Se o Paris Saint-Germain é um dos clubes mais ricos do mundo, desde que foi comprado pelo fundo de investimento do Qatar, e Cristiano Ronaldo está na história como um dos maiores jogadores de todos os tempos e ainda performa em alto nível, é normal imaginar que o PSG já tenha tentado contratar o português.

As especulações datam, pelo menos, de desde 2012, embora não se tenha concretizado em nada mais substancial. Em 2018, quando o astro resolveu deixar o Real Madrid, o destino escolhido foi a Juventus – clube que defende atualmente. Mas se, ao menos até hoje, não conseguiu levar CR7 para o Parque dos Príncipes, o dono do PSG, Nasser Al Khelaifi, não esconde a admiração pelo atacante.

“Ano após ano ele mostra uma determinação única, uma força de personalidade extraordinária. Ele segue motivado pelo desejo de melhorar a cada dia e sempre se cobra até o limite. Eu admiro a vontade implacável dele. É um grande exemplo para todos os futuros atletas”, disse o dirigente em entrevista para a revista France Football.

Gratidão a Ibrahimovic

Se hoje conta com uma extensa lista de estrelas do futebol mundial, como Neymar e Mbappé, nem sempre o PSG apresentou um cardápio tão recheado de nomes da primeira linha. E por esta ser uma história recente, os astros que vestiram a camisa do clube francês ainda mexem com as sensações de Khelaifi.

Dois nomes em especial também foram listados pelo dirigente: Zlatan Ibrahimovic, que virou ídolo do clube pela vitoriosa passagem entre 2012 e 2016, marcando um total de 156 gols oficiais, e o inglês David Beckham.

“Relembrando de todos os jogadores que tivemos desde que começamos a nossa ambição com o PSG (em 2011), eu ainda consigo destacar a passagem de Zlatan Ibrahimovic. Por causa de sua personalidade, liderança, carisma e por sua habilidade de resolver as coisas”, elogiou.

“Ele sempre demonstrava confiança e, quando a situação lhe pedia, sabia como se levantar para enfrentar os desafios do momento”.

Beckham “transformou” o PSG em pouco tempo

David Beckham PSG Ligue 1
A emoção de Beckham em sua despedida (Foto: Getty Images)

Beckham disputou apenas 14 partidas com o Paris, em 2013, antes de se aposentar, mas também deixou sua marca na lembrança de Al Khelaifi.

“Eu também preciso citar David Beckham. Ainda que tenha ficado por pouco tempo no PSG, ele teve um efeito transformador em nosso clube. Sua dedicação nos treinos, a preocupação sobre cada detalhe a cada momento, sua determinação para ter sucesso, a aptidão para trabalhar em equipe e sua aura natural foram um ativo precioso”.