Dudamel e Maicon Bolt ainda não assinaram suas rescisões com o Galo

O atacante, que já está na Justiça contra o Galo, e o técnico Dudamel ainda não assinaram suas respectivas rescisões.

Publicado por: em 8 de abril de 2020 - 23:59

Ver Perfil

Justiça

Rafael Dudamel. Foto: Lucas Uebel/Getty

O Atlético-MG está com duas pendências contratuais com ex-membros do clube. O alvinegro ainda não está oficialmente desligado do atacante Maicon Bolt, de 30 anos, e do técnico Rafael Dudamel. Ambos ainda constam no BID(Boletim Informativo Diário) com registros vinculados ao clube mineiro.

Bolt teve o seu contrato rescindido no dia 17 de fevereiro, enquanto Dudamel, ficou sem contrato de trabalho no dia 27 do mesmo mês. O jogador inclusive contesta na Justiça do Trabalho o término do seu acordo com o Galo e pediu na ação que move contra o clube o recebimento de salários e valores até o fim do vínculo, que seria no fim de 2021.

E, mesmo com a saída de Bolt do Galo, ele ainda não assinou a rescisão contratual, gerando a não publicação do seu nome no BID Todavia, o jogador reconheceu que não há mais vínculo com o alvinegro, evitando que o time mineiro arque com salários ao atleta.

Já o caso de Rafael Dudamel é parecida com a de Maicon Bolt, pois o treinador também não assinou ainda sua rescisão, o que o mantém ligado ao clube, pelo menos para a CBF.

Dudamel foi demitido após a eliminação na Copa do Brasil para o Afogados-PE, gerando uma reformulação no departamento de futebol até a chegada de Jorge Sampaoli e todo seu staff, além da vinda de Alexandre Mattos para a direção de futebol.

Rafael Dudamel comandou o Galo em apenas 10 jogos, ficando 52 dias no clube mineiro. Ele teve um desempenho ruim, quatro vitórias, quatro empates e duas derrotas, tendo um 53,33%.

Da redação do Portal de Esportes com informações do Lance!