Internacional supera Grêmio nos pênaltis e é pentacampeão

Clubes gaúchos empataram, por 1 a 1, e decidiram a 51ª edição de Copa São Paulo em cobranças de penalidades

Publicado por: em 25 de janeiro de 2020 - 17:41

Ver Perfil

Copinha

ALEXANDRE BATTIBUGLI/FPF/DIVULGAÇÃO

O Internacional levou a melhor no primeiro Gre-Nal em decisões de Copa São Paulo de Futebol Júnior e conquistou seu quinto título do torneio nos pênaltis, após empate no tempo normal, por 1 a 1, diante do Grêmio na manhã sábado (25), no estádio do Pacaembu.

O time colorado não levantava a taça do torneio desde 1998, quando derrotou a Ponte Preta. Já o Grêmio segue sem vencer a competição e, pela segunda fez, ficou com o vice-campeonato. A última aparição em havia acontecido em 1991. Na ocasião, perdeu para a Portuguesa por 4 a 0.

Internacional e Grêmio fizeram um primeiro tempo travado no Pacaembu. Diego Rosa chamou a responsabilidade pelo lado da equipe tricolor, enquanto Cesinha buscou as principais jogadas pelo lado colorado. No entanto, os 45 minutos iniciais foram de muito equilíbrio e poucas oportunidades de gol.

A primeira boa chance foi do Grêmio. Aos dez minutos, Rildo arriscou de fora da área e parou nas mãos do goleiro Emerson. Ainda pelo lado tricolor, Fabrício costurou a defesa adversária, invadiu a área, mas na hora de finalizar, chutou torto, pela linha de fundo. Já o Internacional ficou na tentativa de Praxedes, por cima.

O panorama do segundo tempo foi outro. O Inter foi para cima com Leonardo, que invadiu a área e tocou para Caio, que pegou de primeira e obrigou Adriel fazer grande defesa. A bola sobrou novamente para Caio, que tentou mais duas vezes, mas foi travado pela defesa gremista.

No entanto, foi o Grêmio quem abriu o placar. Aos sete minutos, Fabrício fez boa jogada pela esquerda, aplicou uma caneta em Leonardo e cruzou. Tiago Barbosa tentou afastar o perigo, mas acabou jogando contra o próprio gol.

O Grêmio, que tinha o jogo na mão, viu o zagueiro Alison Calegari, que já tinha o cartão amarelo, comemorar o gol no alambrado e acabou expulso. Com um a mais, o Inter voltou a comandar o jogo e empatou aos 12 minutos. Matheus Monteiro cruzou para Guilherme Pato deixar tudo igual.

O Inter ainda teve a chance de fazer o segundo, mas a falta de Praxedes ficou na trave. Com dez, o Grêmio recuou e optou pelo contra-ataque para tentar matar o jogo. Aos 46, Elias deu lançamento milimétrico para Diego, que, livre dentro da área, chutou rente à trave. Com isso, o jogo foi para os pênaltis.

Matheus Monteiro abriu as cobranças e parou na defesa do goleiro Adriel. Vitor Prado tentou colocar o Grêmio na frente, mas jogou na trave. Já Cesinha marcou o primeiro para o Internacional. Wesley carimbou o travessão. Tiago Barbosa ampliou para o time colorado. Gazão diminuiu. Carlos Eduardo fez o terceiro, enquanto Gabriel Gonçalves chutou no travessão e deu adeus ao sonho do Grêmio em conquistar o título.

Ficha técnica:
Internacional 1 (3) X (1) 1 Grêmio;
Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo;
Data: 25/01/2020:

Internacional: Emerson; Mazetti, Tiago Barbosa, Carlos Eduardo e Leonardo; Praxedes (Thalis), Murilo (Volnei) e Cesinha; Guilherme Pato, Caio (Leonardo Machado) e Matheus Monteiro. Técnico: Fábio Matias.

Grêmio: Adriel; Luis Fernando (Gabriel Gonçalves), Heitor, Alison Calegari e Matheus Nunes; Diego Rosa, Gazão, Pedro Lucas (Natã) e Rildo (Vitor Prado); Elias e Fabrício (Wesley Moreira). Técnico: Guilherme Galzotto.

Gols: Tiago Barbosa (Internacional), contra, aos sete, e Guilherme Pato (Internacional), aos 12 minutos do segundo tempo.

Árbitro: João Vitor Gobi
Cartões amarelo: Mazetti e Volnei (Internacional); Diego Rosa e Rildo (Grêmio);
Cartão Vermelho: Alison Calegari (Grêmio).